+ Entrevista ao The Sun
Posted on: 20 Julho, 2013 by aiav Filed Under: Curiosidades, Entrevistas, Singles Comentários: Nenhum comentário

Miley cedeu mais uma entrevista, desta vez ao The Sun para falar do seu novo single “We Can’t Stop” e do seu vídeo.

Confere a entrevista:

 

Numa conversa com o The Sun, a estrela global de 20 anos de idade – que primeiro encontrou a fama no programa infantil da Disney “Hannah Montana” aos 14 anos – fala sobre visitar Sex Clubs e admite que a sua música faz referência à droga ecstasy.

Ao andar numa sala de conferências num hotel no centro de Londres, vestindo uma blusa transparente, ela grita: “Nós estamos num quarto muito suspeito!”, antes de se apresentar.

É verdade – ela sentou-se próxima a uma mesa de mini batatas fritas, e é apenas o primeiro sinal de que ela é mais sincera do que a maioria das estrelas pop.

Primeiro, ela fala sobre o seu escandaloso vídeo do novo single “We Can’t Stop“. O vídeo mostra Miley a dançar sugestivamente, simulando sexo oral e vestindo uma série de roupas vulgares.

O clipe quebrou recordes ao ser lançado online no mês passado, alcançando mais de 10 milhões de visitas em 24 horas.

O mundo está numa fase tão f****da que a última coisa que se devem preocupar é com o meu vídeo fofinho“, ela me diz.

Eles colocaram um X sobre a minha boca” – Miley então começa a a imitar os movimentos explícitos que foram cortados do vídeo e usa uma palavra que não pode ser dita no The Sun.

Ela diz: “Eles editaram o vídeo aqui no Reino Unido. Eles colocaram um X enorme sobre a minha boca porque eu estava a fazer isto.

Sem girar, sem ***********, houve muito menos. Tiraram literalmente tudo. Eu pensei que o vídeo não era mau, e então a MTV no Reino Unido enviou uma nota a pedir 18 mudanças.

Continuando o seu sincero discurso, ela menciona o recente julgamento de Trayvon Martin nos Estados Unidos, quando o coordenador George Zimmerman não foi considerado culpado pelo assassinato do adolescente negro.

Ela diz: “O mundo é tão imperfeito, eles deixam Zimmerman sem julgamento e ainda assim não se pode mostrar isso?

As pessoas esquecem Britney, ela fez a mesma coisa. Britney e Madonna não estão salvas.

Durante maior parte de sua vida, Miley – filha do cantor Billy Ray Cyrus – foi acusada de sair dos trilhos. Ela tinha 15 anos quando fotos provocantes semi-nua dela foram divulgadas na internet.

Aos 18 anos, foi fotografada bêbeda antes de ser permitida legalmente à beber álcool nos Estados Unidos, e na sua festa de aniversário de 19 anos um dos seus amigos a presenteou com um bolo do Bob Marley.
Ela levanta-se e diz: “Sabes que és um drogado quando os teus amigos fazem um bolo do Bob Marley. Sabes que fumas demasiada erva.

O seu produtor alega que a letra é sobre “dançar com a Miley”, mas ela confirma ao The Sun que faz referência às drogas.

Com um olhar sábio ela admite: “Depende de quem está a fazer o quê. Se estás nos 10 anos de idade é sobre “Miley“, mas se sabes do que estou a falar, ficas a saber. Eu só queria que fosse tocada na rádio sem que a tivessem mudado tanto.

A atriz e cantora – que tem uma voz estranhamente potente para uma mulher tão jovem – diz: “Eu acho que as pessoas têm dificuldade em entender que eu cresci.

Podes me pesquisar no Google e podes até saber quem eu sou – Sabes o que escritor está a dizer.

Ela planeia manter a sua vida selvagem nos seus 3 dias de viagem à Londres. Quando eu lhe pergunto se tem tempo para uma festa no Reino Unido, Miley diz que vai para o The Box hoje – um clube chocante com strippers transexuais, anões e artistas fetiche.

O pensamento de Miley sobre os Sex Clubs chegará como um choque para quem assistiu Hannah Montana.

Seguindo o seu pai no showbiz desde jovem, aos 11 ela estava no elenco da série de TV Disney Channel sobre uma estudante que tem uma vida secreta com estrela do pop.

O programa, também estrelado pelo seu pai, tornou-se rapidamente a série de maior audiência nos canais de cabo dos Estados Unidos e álbuns, filmes e produtos de Hannah Montana foram atacadas pelo público jovem.

Ela foi chamada de fenómeno em 2011 e hoje em dia Miley tem quase 13 milhões de seguidores no Twitter e isso vale 80 milhões de libras. Ela diz que queria relançar-se como uma estrela pop controversa, e acrescenta: “Eu realmente não estou preocupada sobre alienar os fãs.

Toda a gente tem que trabalhar em coisas com que não se preocupam para chegar onde querem.

Eu tive que fazer isso por cinco anos, mas eu sabia que quando eu fosse mais velha eu seria capaz de fazer o que eu queria, eventualmente. Toda a gente tem que trabalhar em algo que não gosta de fazer para chegar ao que fazem com amor.

Miley pode não estar surpreendida, mas ela é agradável e honesta. Eu tenho conversado com inúmeras estrelas americanas e estão sempre com as defesas em alta, dando citações ao jornalistas e não revelando nada.

Mas, além de Lady GaGa, eu não entrevistei nenhuma celebridade americana mais agradável que Miley.

Ontem ela mostrou a sua nova música para os jornalistas. Bem como o singleWe Can’t Stop“, a 4 de agosto, ela já trabalhou com o produtor de hip-hop Pharrell Williams e o rapper Nelly em canções POP que lembram Katy Perry e Rihanna.

Para ajudá-la a relançar-se ela teve uma grande ajuda do maior rapper do mundo, Jay-Z.

Sobre o vídeo toda a gente tinha mil ideias sobre quem devia dirigi-lo e eu já sabia quem seria.

Eu dei-lhe o conceito e disse que não queria mostrar o meu rótulo. Nós compramos os adereços e então não havia nada que pudessem fazer, já tinha sido feito.






Comenta

Comment: