+ Entrevista Ao “Diario El Mercurio”
Posted on: 23 Abril, 2011 by aiav Filed Under: Curiosidades, Digressões, Entrevistas, Notícias Comentários: Nenhum comentário

 

Miley cedeu uma entrevista ao Diario El Mercurio onde fala sobre a sua nova digressão “Gypsy Heart”, como tem crescido e como lida com os seus assuntos e mais.

Lê a entrevista abaixo:

 

Ao telefone, em Los Angeles, alguns dias antes de iniciar a sua primera tour na América do Sul, Cyrus quer ser ouvida. Ela quer que tudo corra bem, e que fique bem marcada a sua actuação no Estádio Nacional (Chile), no dia 4 de Maio. Miley não quer que as pessoas pensam que quando forem ao concerto, irão ver uma cantora infantil, que um dia disse que a sua cor favorita era rosa. A estrela da tour “Corazón Gitano”, é uma cantora que fará actuações sensuais, que usa couro preto, tachas de metal e meias de rede ao cantar.

“Fiquei famosa quando tinha apenas 12 anos. Infelizmente, já não tenho essa idade. E hoje eu escrevo músicas que se podem identificar mais com os meus fãs antigos. Eles dizem que a música é algo muito divertido”, diz ela sobre o concerto baseado no seu terceiro álbum.

 

Na sua nova tour, todos estão a falar das suas roupas.

“Vai ser um concerto bonito, com muitas mudas de roupa. Mas não será nada muito louco ou inapropriado. Pode não ser completamente compreensível para os meus fãs mais jovens, depende da idade. Quando eu comecei a cantar músicas para as pessoas, eu tinha apenas 12 anos, e aquilo era tudo o que eu sabia. Mas agora eu mudei e eu não posso continuar a cantar a mesma coisa.”


Há alguns fãs que estão chocados com a sua mudança, com a sua transformação.

“Sabes, no final a vida é tua, deves ficar feliz com o resultado das músicas que escreves, e ser uma cantora é sobre ser verdadeira. Quando eu estou a actuar, eu posso ser quem eu quero ser, mas na música, não podes mentir.”


Não se arrepende de nada no processo de amadurecimento?

“Eu não me arrependo de nada. Se alguém passa a vida a tentar ser perfeito, não vai ter sabedoria e nem experiências nenhumas. E no fim da minha vida, eu quero ter histórias fantásticas para poder contar, e isso não é possível sem cometer erros.”


Mas sabe que muitas crianças a vêem como um exemplo?

“Eu não me sinto e nem me considero um modelo. Mas claro que eu gostaria de transmitir mensagens positivas, tais como o envolvimento do mundo, inspirar todas as pessoas a fazerem o que gostam, transmitir o amor. Mas eu nunca vou mandar ou dizer a uma pessoa que ela deveria ser perfeita, porque todos deveriam cometer erros, caso contrário, no fim das suas vidas não aprenderam nada.”


O que acha das novas actrizes da Disney, como Bella Thorne?

“Eu não sei quem é.”


O que você aconselha a todas as raparigas que estão a seguir o ramo desta indústria da fama, como Demi Lovato e Selena Gomez?

“Eu acho que devem aproveitar todas as oportunidades que recebem, e desfrutar ao máximo da viagem. A minha irmã mais nova, tem apenas 11 anos, também quer continuar nesta indústria, e ps meus pais dizem que isso é difícil quando estamos a crescer. Devemos suportar muitas coisas, comentários da internet, e assim vai. A coisa mais importante é não deixar de ser criança, e aproveitar esta fase. Podes ter o trabalho dos sonhos, dar concertos e tudo mais, mas quando tudo acabar devemos apenas divertir-nos e ser feliz. Num dia eu estava a falar com o Justin Bieber e ele disse “Não quero ser como o Michael Jackson. Não quero ter minha infância roubada.” Isto partiu o meu coração, mexeu comigo. Eu sei e entendo que muitos têm esse sonho, e que às vezes pegam na escova de cabelo e começam a cantar à frente do espelho imaginando como deve ser a vida de celebridade. Mas eu peço, por favor que nunca percam a sua juventude.”


E você consegue desfrutar da sua adolescência?

“Talvez não o suficiente, mas os meus pais fizeram e fazem um grande esforço para que eu possa. E se um dia eu podia ter desfrutado mais, foi porque eu mesma levei tudo muito a sério. Pois bem, eu amo o que eu faço. E como eu disse, um erro não é o fim do mundo.”


E sim, Miley Cyrus pode gabar-se da sua grande honestidade, que demonstrou ao falar sobre os prós e contras da relação com o seu pai, o cantor country Billy Ray Cyrus. E quando deixou de comentar o vídeo que saíu à meses atrás, dela a fumar sálvia, uma erva alucinogénia na Califórnia, que é legal. “Eu nunca disse que era perfeita”, disse ela.






Comenta

Comment: